Alunos de escola municipal são internados após ingerirem lanche feito em casa

Alunos de escola municipal são internados após ingerirem lanche feito em casa

157
0
Reinauguração da Escola São João Batista Foto: Assecom/Arquivo

Dez alunos da escola municipal São João Batista deram entrada na manhã desta sexta-feira, 4, no Hospital Materno Infantil depois de sentirem enjoo e vomitarem durante um evento literário realizado na própria escola.

A Unidade de Ensino Fundamental São João Batista está localizada na rua 2, bairro Alto da Assunção e atende crianças daquele bairro e bairros vizinhos. A escola passou por uma ampla reforma que foi entregue com festa no dia 17 de abril deste ano (releia).

Na manhã de hoje foi realizado o encerramento de um evento literário na escola. A diretora Romênia Passos explica: “Como acontece em todos esses eventos, os pais participam levando lanche. Embora tenhamos a merenda escolar, o lanche que eles levam é diferenciado para essas ocasiões. Hoje não foi diferente, só que após consumirem o lanche levado de casa, alguns alunos do 4º ano apresentaram enjoo e chegaram a vomitar”.

Imediatamente duas ambulâncias e duas motolâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU – foram imediatamente deslocadas para a escola São João Batista. O atendimento inicial mostrou que as crianças precisavam ser conduzidas para o Hospital Materno.  Enquanto as crianças eram conduzidas para o Materno, a equipe da Escola acionou os pais para se dirigirem até o hospital.  No Materno as crianças foram atendidas e uma hora depois já estavam liberadas.

No final da manhã o secretário de Educação, professor Marcos Ferreira se pronunciou a respeito: “É prioridade do governo Edvan Brandão fornecer merenda de qualidade para as escolas de Bacabal. Isso é feito através da secretaria de Educação, com acompanhamento de profissionais capacitados. Os alunos que passaram mal na manhã de hoje não consumiram a merenda escolar. O lanche que eles comeram foi aquele levado pelos próprios pais e que por algum motivo, algum produto não estava adequado. Quero parabenizar a forma como a equipe da escola São João Batista soube conduzir o caso, dando prioridade para o bem estar dos nossos alunos”.

Após averiguação dos professores, a suspeita é de que um achocolatado tenha sido o causador do mal estar do alunos.

RESPONDER

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.