Bacabal sedia o I Fórum Regional Sobre Trabalho Infantil e Contrato de...

Bacabal sedia o I Fórum Regional Sobre Trabalho Infantil e Contrato de Aprendizagem da Vara do Trabalho

134
0
COMPARTILHAR

O evento aconteceu nesta quinta-feira (27) no auditório da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e reuniu profissionais da área de Assistência Social, Educadores, Conselheiros Tutelares e de outros órgãos ligados à rede de proteção à criança e ao adolescente de Bacabal e das cidades da região do Médio Mearim que estão sob a jurisdição do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região.

Com total apoio da prefeitura de Bacabal o objetivo do Fórum foi abordar, sensibilizar, capacitar e conscientizar sobre a problemática do trabalho infantil.

Dr. Walber Neto, Procurador do Município, representando o prefeito de Bacabal Edvan Brandão, exaltou a iniciativa que “é uma sugestão da Vara de Bacabal através do Comitê de Combate ao Trabalho Infantil visto que é algo muito importante para toda sociedade. Temos tido o apoio do prefeito Edvan Brandão em todas as frentes de atuação da prefeitura o qual vem sempre determinando ações pra resguardar o bem estar da nossa juventude,” disse o Procurador.

A abertura oficial do Fórum foi feita pelo Juiz titular da vara do trabalho de Bacabal Dr. Luznard de Sá Cardoso que destacou as ações que são necessárias para se combater o trabalho infantil. “O objetivo deste fórum é conscientizar a sociedade civil e órgãos envolvidos nesse combate para que juntos possamos encontrar as melhores condições pra extirpar essa chaga social do trabalho infantil, uma vez por toda de nossa comunidade,” argumentou o magistrado.

O primeiro tópico debatido foi sobre o “Trabalho infantil no Século XXI” que foi ministrado pela gestora da Comissão Regional de Erradicação de Trabalho Escravo e de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª região, Dra. Liliana Ferreira Soares Bouéres, que também responde pela vara do trabalho no município de Chapadinha – MA.

Em sua explanação, foi possível observar uma importante contextualização de fatos históricos no âmbito nacional e uma abordagem da quebra de inúmeros mitos relacionados ao assunto. Para ela, o momento foi de “traçar metas e ações sobre esse combate. Contamos com total apoio da prefeitura de Bacabal para realizar este Fórum e inclusive aqui eu soube que já estão desenvolvendo um excelente trabalho,” afirmou Liliana.

O auditório também participou com o compartilhamento de experiências relacionadas ao que está sendo feito nos municípios. A coordenadora do  Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (AEPETI) de Bacabal, Jéssica Nascimento, lembrou que existe uma comissão de erradicação do trabalho infantil no Município atuando desde 2013. Ela também citou as inúmeras ações que foram desenvolvidas em especial durante o mês de junho.

Ao falar sobre o “Fortalecimento da rede de proteção como forma de combate ao trabalho infantil” a promotora de justiça da infância e juventude de Bacabal Dra. Michele Adriane Saraiva Silva Dias, chamou a atenção do auditório para o compromisso de todos para combater o trabalho infantil.

Quem também contribuiu com o Fórum foi o Auditor Fiscal do Trabalho e Coordenador Estadual da Aprendizagem Profissional da Superintendência Regional do Trabalho do Maranhão, Dr. Timóteo Cantanhede, que junto com um técnico do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – SENAC, traçaram caminhos tiraram as dúvidas sobre o programa Menor Aprendiz.

O evento também foi marcado pela apresentação da quadrilha junina “Os pipoquinhas” do projeto Madre Rosa.

RESPONDER