CVV de Bacabal celebra o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

CVV de Bacabal celebra o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

4
0
COMPARTILHAR

O Centro de Valorização de Vida de Bacabal (CVV) realizou, na manhã ontem, 10, na Praça Silva Neto, ação para celebrar o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. O evento contou com o apoio da secretaria municipal de saúde, que disponibilizou toda a logística para a realização da campanha Setembro Amarelo no município. Estão engajados no processo representando a pasta, os CAPS I e CAPS AD.

O mês de setembro é marcado pelo ‘Setembro Amarelo’, campanha de prevenção do suicídio. E atualmente, a mobilização do tema se faz necessária devido ao aumento destes casos em todo o país.

Palestras, debates e oficinas estão programados para o mês de setembro em Itaúna, época marcada pela campanha nacional de prevenção ao suicídio. O tema deste ano é “A esperança de cada um e a responsabilidade de todos”.

Centro de Valorização da Vida 

Segundo dados do Ministério da Saúde, em média, 11 mil pessoas tiram a própria vida no Brasil a cada ano.

Desde o dia 1º de julho, as ligações de prevenção de suicídio feitas para o Centro de Valorização da Vida (CVV), através do número 188, são gratuitas para todo o país.

O CVV é uma associação civil sem fins lucrativos que trabalha com prevenção ao suicídio por meio de voluntários, que dão apoio emocional a todas as pessoas que querem e precisam conversar. Todas as ligações são sigilosas.

CVV em Bacabal

O posto do Centro de Valorização da Vida (CVV), funciona no prédio do Hospital Geral de Bacabal, com a presença de voluntários, representantes da sociedade civil e do poder público municipal.

Fundado em São Paulo em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal em 1973.

A Unidade foi a primeira instalada para atendimento do Estado e sua vinda foi planejada, programada e executada pelo Padre Ribamar Cardoso, com o objetivo de prevenir e combater um dos males que mais tem crescido no Brasil: o suicídio.

A unidade presta apoio emocional e prevenção dessa prática, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo presencialmente, por telefone, email, chat ou outros meios eletrônicos.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 32 pessoas se suicidam por dia no Brasil, ou uma a cada 45 minutos, o que faz do país o oitavo com mais suicídios no planeta.

No estado do Maranhão, a taxa deste problema, classificado em nível de saúde pública, acomete grande parte da população e estima-se, segundo dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus), que a cada 100 mil maranhenses 3,5% desta população acaba cometendo o suicídio.

Os dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus) também acrescentam que os índices de suicídio variam de acordo com a disposição geográfica do Maranhão, ou seja, dos municípios localizados ao norte do estado, São Luís se destaca com uma taxa de 3,66% de atentados fatais contra a própria vida para cada 100 mil habitantes.

Ao sul do estado, o líder da lista é o município de Chapadas das Mangabeiras (7,14%). Na porção leste, encontra-se o município de Caxias com (6,77%). A oeste, o município de Imperatriz ocupa a primeira posição (3,96%) e na porção central do estado, entre os municípios do Médio Mearim, Lima Campos lidera o ranking, com uma taxa de 5,78% suicidas para cada 100 mil habitantes.s em nossa cidade.

O telefone para atendimento no CVV de Bacabal é (99) 3621-2206.

Com informações do Jornal O Estado do Maranhão
Colaborou Wellington Fabrício (Voluntário – CVV)

RESPONDER