V Conferência Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente é realizada em...

V Conferência Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente é realizada em Bacabal

26
0
COMPARTILHAR

O evento foi promovido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. A V Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Bacabal aconteceu durante toda esta quinta-feira, 30, no Centro de Convivência Social – CCS e teve como tema: “Proteção Integral, diversidade e enfretamento das violências”.

Representantes de projetos comunitários, sociais, associações, entidades religiosas e a comunidade em geral, marcaram presença na conferência. O Prefeito Edvan Brandão foi representado, na ocasião, pelo Secretário de Desporto e Lazer, Carlos Magalhães.

“Neste dia o meu desejo é que possamos ter muitas propostas, ideias, e, é claro, colocar toda nossa discussão em prática. Chega ser até imensurável a importância desta conferência em nossa cidade. Trago aqui o abraço e a saudação da Primeira-dama e Secretária Municipal de Assistência Social, senhora Ivaneide Brandão, e é em seu nome que afirmamos que estamos irmanados com todos vocês para que tenhamos a plenitude da execução de todos os direitos de nossas crianças e adolescentes,” destacou a secretária adjunta Vanusa Bacelar.

A abertura foi marcada por uma apresentação teatral formada por alunos da Unidade de Ensino Fundamental São João Batista. Durante a programação houve exposição das ações do Município, eleições de membros/conselheiros do (CMDCA), discussão em grupos sobre os eixos temáticos e uma palestra ministrada pela conferencista Keyla Zeneide Cutrim.

Irmã Raquel, representando a Diocese de Bacabal mencionou a dura realidade em que os direitos das crianças e adolescentes são violados e a como a violência tem se alastrado. Ela disse ainda que a conferência é um bom caminho para solução destes problemas.

Na avaliação do Professor Lemos do projeto Vamos Criança “este é um local onde teremos discussão que irá favorecer as garantias dos direitos das crianças e adolescentes. Será uma boa troca de experiências e com certeza sairá bons resultados”, disse.

RESPONDER